Sistema Anti Furto

Trata-se de um sistema de segurança voltado especificamente na redução das perdas dos varejistas.

Os supermercados atingiram R$ 4,74 bi em 2012 em perdas, dentre estas os furtos internos e externos configuraram 34,5%, acarretando consequente redução dos seus lucros.

Se o comércio varejista focasse seus esforços em prevenir as perdas apenas relativas aos funcionários e clientes, já estariam atuando sobre 38% do total dessas perdas.

As antenas detectoras de etiquetas de segurança são fixadas em produtos tais como roupas, livros, garrafas e diversos outros.

As antenas oferecidas pela Advance possuem 100% de tecnologia digital e micro processada o que permite um baixo indicie de manutenção e alto grau de confiabilidade.

Toda a nossa linha de Sistema Anti Furto

A Tecnologia Eletromagnética possui características específicas que a tornam mais indicada para utilização em Bibliotecas e Centros de Documentação, permitindo ativação e desativação das etiquetas para que os empréstimos dos livros sejam efetuados. Com diferentes modelos de etiquetas, a tecnologia EM permite proteger qualquer material da Biblioteca, inclusive mídias magnéticas, DVDs e CDs.

A tecnologia eletromagnética (EM) funciona com um campo magnético produzido por energia elétrica. Os sistemas de tecnologia eletromagnética atuais oferecem detecção tridimensional. Operam tanto no modo by-pass ou desvio quanto no modo livre acesso, já que possibilitam desativar e reativar a proteção da etiqueta. A compatibilidade entre etiquetas e antenas de fabricantes diferentes; sinalização sonora e/ou visual; atendem as normas da Associação Brasileira de Normas.

As etiquetas eletromagnéticas, existem em diversos formatos, tamanhos e texturas, são compostas por elementos metálicos que emitem uma determinada frequência, quando identificada pelos sensores, disparam o alarme visual e/ou sonoro das antenas. Alguns modelos de etiquetas são tão finas que tornam-se praticamente invisíveis. Podem ser reativadas e desativadas centenas de milhares de vezes sem perder sua eficiência. Adaptáveis a qualquer material existente na biblioteca e quando usadas com cola especializada para devidos fins, proporciona um acabamento perfeito. Os desativadores e reativadores são dispositivos físicos, portáteis ou manuais. Dentre os modelos de desativadores encontrados no mercado, existem os portáteis e os manuais, enquanto que os reativadores, estão divididos entre: manuais, portáteis, eletrônicos e estação de trabalho. E existem os que são desativadores e reativadores ao mesmo tempo. Utilizados para desmagnetizar as etiquetas eletrônicas quando do empréstimo ao usuário e remagnetizar no momento da devolução.

Trata-se de um sistema de implantação de maior valor agregado, contanto, o retorno financeiro é garantido, Este sistema é comumente instalado em FARMÁCIAS E SUPERMERCADOS devido aos produtos metálicos (da área de perfumaria) que gerariam interferência nas antenas de RF e que nas antenas AM funcionam perfeitamente quando utilizada a etiqueta adequada.

As etiquetas são instaladas nos equipamentos ou produtos, sendo possível sua ativação e desativação. Estas etiquetas não são retiradas dos produtos, por este motivo precisam ser desativadas; para não gerarem disparos nas antenas.

Trabalhamos com modelos de antenas diversas.

A instalação deste sistema além de melhorar os serviços prestados pela biblioteca, loja, supermercado ou farmácia, agiliza o processo de venda e controle do estoque, além de contribuir para diminuir o número de perdas e furtos.

Entre as vantagens desta tecnologia cita-se: O baixo custo de implantação e manutenção, ocorrências mínimas de alarmes falsos, adequadas para mídias magnéticas (fitas de vídeo, áudio, disquetes entre outros), gerando redução nos índices de furto, roubo e depredações de acervos. O sistema é formado pelas antenas, etiquetas, desativadores e reativadores.

As etiquetas de rádio freqüência são semicondutores, com um adesivo que é incorporado a uma etiqueta de papel tradicional. De vários tamanhos e diferentes freqüências, pesando em média de 0,8 a 10 gramas e com espessura em média de 0,3 mm, são produzidas em varias versões.

O varejo supermercadista tem um prejuízo de R$ 1,5 bilhão ao ano causado por furtos de produtos em suas lojas, de acordo com a Associação Brasileira de Supermercados (Abras).

Por este motivo investir em segurança nada mais é que reduzir os prejuízos e ampliação dos lucros.